Belo Horizonte - Minas Gerais (31) 3292-7257 Segunda - Sexta - 8:00 às 18:00
toyota corolla

Toyota Corolla

Ao longo de toda a história automobilística no mundo, vários carros e modelos foram lançados, de modo em que alguns fizeram grande sucesso em vários países, outros foram populares em seus próprios territórios, e a maioria não engrenou e saiu de linha pouco tempo depois de ser desenvolvido e lançado.

Nesse mesmo viés, poucos modelos fizeram tanto sucesso quanto o Toyota Corolla. Na verdade, nenhum outro veículo fez mais sucesso que o sedan da montadora japonesa, tendo em vista que o carro é o mais vendido em toda a história do mundo. Deve-se considerar que o que antes tinha esse posto, o Volkswagen Fusca, não teve tantas versões e anos de produção, mas não deixa de ser uma marca importante para as onze gerações e 52 anos do Corolla.

Nesse texto falaremos mais desse modelo, passando por seu lançamento no ano de 1966 e algumas de suas versões e reestilizações.

História do Toyota Corolla

historia do toyota corolla
historia do toyota corolla

A primeira versão do Corolla foi lançada no Japão pela montadora Toyota no ano de 1966. O carro possuía, para um sedan, um comprimento pequeno de 3,85 metros, o que possibilitou o desenvolvimento de um motor 1.1 e 60 cavalos, que ainda sim propiciava uma boa potência para o veículo.

Quatro anos depois, em 1970, o veículo já alcançava um milhão de vendas, o que fazia necessário o desenvolvimento de uma nova geração capaz de sustentar o sucesso. Esta não veio com muitas mudanças, apenas com um pequeno aumento no comprimento e a opção de um motor 1.4 mais forte.

Em 1974, o Corolla veio com uma nova versão, que possuía design mais retilíneo e comprimento novamente um pouco maior, mesmo que ainda não tivesse rompido a barreira dos 4 metros.

Uma quarta geração veio aparecer apenas em no final da década, em 1979. Com linhas mais modernas e uma lanterna dianteira quadrada (antes era redonda), o modelo tinha motores 1.3, 1.5 e 1.6 (a gasolina) e 1.8 a diesel. Foi nessa época que o carro começou a ter mais sucesso, tornando o mais produzido em todo o mundo. O quinto Corolla, lançado em 1983, se tornou um marco para a linha, tendo em vista que o design começara a mudar de vez.

A sexta geração, em 1987, começara a ter linhas mais curvas, com comprimento próximo a 4,3 metros. Em 1991, um Corolla com lanternas alongadas na horizontal e design bem mais moderno era apresentado. Este foi o primeiro modelo a chegar no mercado automobilístico brasileiro, um ano depois de seu lançamento.

A primeira geração do Toyota Corolla a ser produzida em terras tupiniquins foi o oitava geração. Contudo, seu alto preço o impossibilitava de competir com os líderes de venda no mercado. O carro possuía apenas versões com motores em1.8, chegando até a 120 cavalos de potência.

Lançada na virada no milênio, nos anos 2000, a nona geração do Corolla é a que mais se aproxima de como conhecemos o modelo atual. Agora com visual moderno e linhas bem mais curvas. As lanternas dianteiras também ganharam agressividade, que também era sentida no motor do carro: apesar de ter as mesmas opções em 1.8, agora possuía até 136 cavalos de potência. O modelo fez bastante sucesso em todo o mundo, principalmente no Brasil, onde quase triplicou suas vendas se comparado com a versão anterior.

As lanternas, traseiras e dianteiras, alongadas e dotadas de um design agressivo, mas limpo, são símbolos da décima geração do Corolla, lançada em 2006, com duração de 7 anos de produção. Apesar de ter errado em manter a base do modelo anterior, o que diminuiu os espaços para passageiros, o carro conseguiu competir à altura com seu maior concorrente mundial, o Honda New Civic. Além disso, foi nessa geração que o modelo ganhou a versão 2.0 com 142 cavalos de potência.

Criado em 2013 e lançado no Brasil um ano depois, a décima primeira e, até então, última geração do Corolla, contou com uma reestilização grande, com lanternas dianteiras bem mais modernas, as quais se afinam ao longo de seu comprimento. O Corolla passou a contar com várias inovações tecnológicas atuais, como os controles eletrônicas de tração e estabilidade. Os motores, em versões 1.8 e 2.0, continuaram potentes, marca dessa grande linha mundial.

Ao longo de todos os seus 52 anos de história, o Toyota Corolla contabilizou mais de 40 milhões de unidades vendidas, um marco difícil de ser alcançado por qualquer outro modelo.

Leave a comment