Carregando...

Seminovos

O enredo histórico dos automóveis vai de afeto com a própria história do homem em, pelo menos, 150 anos. Os primeiros relatos de veículos a combustão foram datados ao final do século XIX, e desde então os carros são personagens principais nos quesitos de inovação e tecnologia.

Saiba Mais
seminovos info

Seminovos

O enredo histórico dos automóveis vai de afeto com a própria história do homem em, pelo menos, 150 anos. Os primeiros relatos de veículos a combustão foram datados ao final do século XIX, e desde então os carros são personagens principais nos quesitos de inovação e tecnologia.

No artigo a seguir você encontrará os seguintes tópicos:

  • Vale a pena adquirir um veículo seminovo?
  • O que devo pautar na hora de considerar a compra de um seminovo?
  • A decisão de compra
  • O feirão de seminovos
  • O que esperar de um feirão?
  • O que devo saber antes de adquirir um seminovo?
Saiba Mais

Seminovos - Tudo Sobre

O estado de conservação do veículo também é importante ressaltar. Os carros importados, por exemplo, podem não ser um bom negócio, pois peças importadas para reposição possuem altos preços no mercado brasileiro. O consumo de gasolina também é um fator importante a considerar na compra de um seminovo. Se o carro consome muito, pode ser um ponto negativo na compra.


Feirão de Seminovos


seminovos - introducao

Comprar e vender o seu carro nunca foi tão fácil!

Ao longo deste artigo vamos falar sobre o mercado de carros seminovos. Com constantes alterações na cena econômica de mercado, comprar um seminovo traz vantagens e benefícios ao indivíduo. Você encontrará neste artigo os seguintes tópicos:

o Sedução, poder, status ou necessidade? Quais são os motivos por trás da compra de um automóvel?
  • Vale a pena adquirir um veículo seminovo?
  • O que devo pautar na hora de considerar a compra de um seminovo?
  • A decisão de compra
  • O feirão de seminovos
  • O que esperar de um feirão?
  • O que devo saber antes de adquirir um seminovo?

"De volta para o futuro", de 1989, previa para o século seguinte, carros voadores e robôs controlando parte das atividades humanas. O futuro não é como descrevia os filmes e séries da década de 1980, por exemplo. Daqui há 30 anos, talvez, alguns avanços podem mudar a mecânica de vida do homem. Dizem que em 2050, os carros com motor a explosão será um mito, uma lenda de um passado distante. Mas o efeito será consequência das ações do homem no agora?

O fim do petróleo talvez explique a extinção dos carros. Entretanto, ainda estamos em 2018. O fator humano, aqui, é essencial para o ciclo social e profissional de vida. Os carros ainda compõem paisagens urbanas e são protagonistas em vitrines de grandes concessionárias de todo o mundo. Os automóveis fazem parte da geopolítica mundial, e é objeto que move a economia dos países desenvolvidos e subdesenvolvidos em todo o mundo.

O enredo histórico dos automóveis vai de afeto com a própria história do homem em, pelo menos, 150 anos. Os primeiros relatos de veículos a combustão foram datados ao final do século XIX, e desde então os carros são personagens principais nos quesitos de inovação e tecnologia.

O cenário brasileiro de compras de automóveis foi potencializado no governo Lula, em 2012, no qual os impostos sobre o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) abaixaram em quase 1,5% ao ano. O feito gerou o aumento de compras e vendas de novos e seminovos no país, fomentando a economia aumentando o poder de compra do brasileiro.

Com isso, o retrato contemporâneo de vendas de novos e seminovos é desenhada no país. Em 2017, a venda de veículos usados subiu cerca de 7% e, segundo a Fenauto, modelos de 9 a 12 anos foram os protagonistas das negociações. Os feirões de carros seminovos estão cada vez mais populares no país e, ao longo deste artigo vamos explicar o porquê. Fique ligado! Sedução, poder, status ou necessidade? Quais são os motivos por trás da compra de um automóvel?

A busca pelo bem-estar na sociedade pós-moderna não é uma novidade. O filósofo francês, Gilles Lipovestsky, fez um livro que aborda a problemática do capitalismo e consumo na contemporaneidade. Com a soma dos insumos existentes na cena atual, como a mídia digital, o marketing, a Internet e a tecnologia é fácil seduzir o consumidor ao ato de compra. Entretanto, compra-se somente por status da sedução do luxo ou por necessidade?

É fato que a mídia e o marketing publicitário veiculam valores e estilos de vida em propagandas em grandes veículos de comunicação ou na Internet. O homem busca a felicidade, em sua bruta forma – era o que dizia os filósofos da Grécia Antiga. Contudo, a felicidade sempre está diretamente ligada com os prazeres do homem? A resposta é clara:

nem sempre. O paradoxo ressalta o dilema existente na sociedade pós-moderna, o do consumismo. Se analisarmos a performance do homem, ela conversará, de alguma forma, com a história do capitalismo.

O filósofo afirma que desde os tempos remotos, o ato de compra (ou barganha) está, ou estava, presente dentro dos grupamentos sociais da humanidade. O humano é movido pelo capital, ou pelo ato do poder. O capital é a língua que todos os povos se conversam e se entendem, desde sempre. O que vem se modificando na atualidade é o modo que o capital e as zonas de consumo são dadas e, de certa forma, vendidas e viralizadas na Internet ou outros meios comunicativos, como o rádio e a televisão.

Mas o consumo não se explica somente pelo ato de posse ou status. Os indivíduos, salvo em raras exceções, compram por necessidade. Por exemplo, a geladeira. As pessoas usam do mesmo eletrodoméstico por, pelo menos, 10 anos. O brasileiro, ao trocar o item, busca pela inovação tecnológica e a estética do produto no mercado. Os motivos são óbvios: o custo- benefício abraçam as tendências de mercado, nas quais produzem objetos seguindo a estética vivenciada pelo momento histórico.

O mundo hipermoderno tem por novidade a busca pela leveza que se estabelece em estilos de vida postos pela sociedade de consumo. O que não é algo novo. Isso ocorre desde a Antiguidade e passou pela Pré-História, pela Idade Média e até pelo Renascimento. E ao pontuar na sociedade atual, na qual a inovação e a competição de mercado são existentes, o consumo é explicado, erroneamente, somente pela busca do luxo e status. O que se desmitifica, quando analisamos que por trás da estética e o poder de compra, existe a necessidade humana de possuir coisas para a sua subsistência de vida na modernidade.


Vale a pena adquirir um veículo seminovo?


seminovos - vale a pena adquirir um veiculo seminovo

Já dizia o ditado "é panela velha que se faz comida boa". Os seminovos são um sucesso no mercado atual de vendas de automóveis. No ano passado, aproximadamente 14.212.673 veículos motorizados foram comercializados. O índice ultrapassa os dados dos dois últimos anos no país. As altas taxas se explicam pelos altos preços dos automóveis 0km e pelos juros exponencialmente altos dos financiamentos propostos por bancos e empresas privadas no Brasil.

Você sabia que a vida útil de um motor pode chegar até 400 mil km rodados? O dado é alto e explica uma das razões do custo-benefício de comprar um carro seminovo. Além disso, o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é bem mais baixo, e também a balança de gastos com seguro e manutenção pode ser um bom negócio.

O que devo pautar na hora de considerar a compra de um seminovo?

Antes de considerar um negócio de um carro usado, é fundamental a checagem prévia dos precedentes do dono do automóvel e a situação do veículo com as taxas e impostos governamentais. Além disso, é importante analisar a situação mecânica e o histórico do veículo frente ao Detran.

Os especialistas recomendam que o comprador analise, primeiramente, a condição do motor. Isso explica a real condição do veículo, pois quanto menor os km rodados, melhor é a condição do automóvel. O mercado de vendas de automóveis tem como parâmetro a km de 15/anuais. Considera-se veículos com cerca de 50km rodados ideais para o mercado de vendas. Ademais, é fundamental que o comprador de um seminovo cheque todos os componentes do veículo, a fim de comprovar as condições descritas equivalem com a realidade ou não.

O estado de conservação do veículo também é importante ressaltar. Os carros importados, por exemplo, podem não ser um bom negócio, pois peças importadas para reposição possuem altos preços no mercado brasileiro. O consumo de gasolina também é um fator importante a considerar na compra de um seminovo. Se o carro consome muito, pode ser um ponto negativo na compra.


A decisão de compra


seminovos - decisao de compra

A decisão de compra de um veículo automotivo passa por um guia de referência do cliente que engloba decisões financeiras e de necessidades do dia-a-dia. O indivíduo no ato de compra pauta parâmetros estéticos e mecânicos do carro ao decidir sobre a aquisição ou não do automóvel. Os motivos são dos mais variados, como o desejo, a sedução, o luxo, o status e o preço do carro. É fundamental que o cliente possua uma orientação de um especialista de mercado a fim de decidir qual é a melhor opção de compra e que atenda às suas necessidades de uso.

Um veículo aborda as necessidades presentes e futuras do consumidor, pois é um item de longa duração. O perfil do cliente é um fator de importância, pois as diferenças individuais são consideráveis ao analisar o modelo e o estilo do veículo para aquisição de mercado. Dessa forma, é necessário que o indivíduo se questione com perguntas fundamentais antes de realizar uma compra conscientes, como:

Quais são as minhas reais necessidades? Como usarei o veículo? E em qual tipo de via ele será mais utilizado? Qual o tamanho do carro que atende as minhas necessidades?

Outro fator que vale a análise é a qualidade do veículo e os seus gastos anuais de uso. Ademais, é fundamental que ele atenda às suas necessidades emotiva e estética. Vale lembrar, que antes de qualquer precedência, o carro deve atender as suas reais necessidades de uso – antes de considerar a estética ou o status social do veículo. O automóvel deve considerar a mecânica de uso do usuário e também os propósitos financeiros almejados para o gasto anual da aquisição. Ser consciente na aquisição é fundamental.


O feirão de seminovos


seminovos - feirao

Comprar um automóvel na atualidade, não é mais como era há cinquenta anos atrás. O feirão é uma exposição que ocorre uma ou mais vezes ao ano que tem como objetivo a exposição de veículos usados para compra e venda. O evento é uma oportunidade para o cliente em adquirir um item de qualidade por um bom preço. No Brasil, ocorre centenas ao ano. O tradicional evento proporciona ao indivíduo a análise de oferta a preços acessíveis, com opções de financiamento ou descontos à vista.

O feirão segue um calendário que vai de acordo com as especificidades de cada empresa responsável pelo evento. Ele que pode acontecer uma ou mais vezes ao ano. O feirão já é uma tradição em várias cidades do país, e todos os veículos expostos são revisados e de procedência segura no mercado automotivo. O evento é uma alternativa para quem deseja fugir dos juros e métodos tradicionais da compra de um carro 0km. A negociação é restrita ao vendedor e comprador, e ambos podem chegar a um acordo que seja de benefício mútuo.


O que esperar de um feirão?


seminovos - o que esperar de um feirao

No evento, o cliente encontrará centenas de veículos expostos. Assim, é possível encontrar um automóvel que converse com as necessidades estéticas e de uso individuais de cada um. É importante que a checagem prévia dos expositores, da faixa de preço e também das condições de financiamento presentes no feirão. Assim, o cliente saberá o que encontrar na exposição.

Adquirir um carro no Brasil tornou-se um evento ordinário. O ato de compra, portanto, deve seguir certas referências e orientações de mercado, com o objetivo de evitar fraudes, por exemplo. Além disso, o feirão possibilita uma cena variável de automóveis, como carros econômicos, de luxo ou esportivos. Cada evento possui a sua especificidade de pagamentos e, em certos casos, pode estar presente a possibilidade de liberação de empréstimos na hora da compra e tacas de juros especiais.


O que devo saber antes de adquirir um seminovo?


seminovos - o que saber

Antes de você adquirir um seminovo, é importante a checagem do automóvel. O famoso test drive pode não ser suficiente, por isso, recomenda-se levar um carro a um especialista para que o teste seja feito de forma eficiente. Outro fator que deve ser apurado é a pesquisa de preços - não compre um carro antes de saber o seu preço no mercado, e também as possíveis divergências de valores em outras cidades do país.

Outro ponto fundamental é certificar se o veículo não é roubado. Esse cuidado deverá ser feito na compra do veículo de uma pessoa física, já que a concessionária ou os feirões de automóveis fazem a checagem de procedência antes de colocar o veículo à venda. Os tópicos descritos nesse artigo são fundamentais para a decisão de compra de um automóvel. Considerar os aspectos supracitados são vitais para evitar futuras dores de cabeça.


Para mais informações, entre em contato com a nossa Assessoria, ficaremos felizes em te ajudar.

Entre em contato agora mesmo!

seminovos lugar

Endereço

Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG

E-mail

contato@evotekone.com.br

Telefone para Contato

(31) 3292-7257

WhatsApp - Celular

(31) 9357-1951