Suplementação alimentar

L-Leucina – O que é, para que serve e como tomar

Para quem pratica exercícios físicos, principalmente a musculação, os aminoácidos são substâncias importantes que ajudam no crescimento de músculos, fornecem energia e auxiliam em vários outros aspectos do organismo.

Existem duas classificações para os aminoácidos quanto a sua produção pelo organismo: os aminoácidos não essenciais, que são produzidos naturalmente pelo corpo humano, e os aminoácidos essenciais, que, apesar de desempenharem funções importantes, não são produzidos naturalmente, tornando-se necessário sua ingestão a partir dos alimentos ou da suplementação.

Um dos aminoácidos mais conhecidos, o qual faz parte dos essenciais, é a L-Leucina. Esta, encontrada em vários alimentos do nosso cotidiano, também é amplamente utilizada como um suplemento em várias academias.

O que é a L-Leucina?

A L-Leucina, ou simplesmente Leucina, é um aminoácido de cadeia ramificada, o que o faz estar no grupo Branched Chain Amino Acids. Os BCAAs, como são chamados, são substâncias importante para a saúde muscular, pois proporciona diversos benefícios para quem malha.

Contudo, suas funções no corpo não se limitam apenas às fibras musculares. O consumo contínuo da Leucina pode proporcionar outras vantagens, tais como o fornecimento de energia e a redução do colesterol ruim no sangue.

Para que serve a Leucina?

Apesar de também ser encontrado em vários alimentos comuns do dia-a-dia, tais como as carnes, derivados do leite, feijão, cereais, ovos, dentre outros, a Leucina é muito usada, juntamente com os outros aminoácidos de cadeia ramificada, como um suplemento alimentar. Os benefícios adquiridos através dessa suplementação são:

  • Aumento da Massa Muscular:

A Leucina é um aminoácido, ou seja, moléculas que, em conjunto, constroem as cadeias das proteínas. As proteínas, por sua vez, são responsáveis por constituir a maior parte das fibras musculares. Diante disso, o consumo regular de Leucina auxilia na construção de novas fibras musculares.

  • Impede o catabolismo:

O catabolismo é a ação onde o corpo, precisando de energia, usa os próprios músculos a fim de adquiri-la. O consumo contínuo da Leucina, ao longo do tempo, inibe a quebra de proteínas, impedindo a perda de massa muscular.

  • Emagrecimento:

Como já falado anteriormente, a Leucina inibe a quebra de proteínas pelo organismo, impedindo o catabolismo. Diante disso, o organismo, não dispondo de proteínas, faz o uso da gordura corporal como fonte de energia, o que resulta em uma perda de peso.

  • Diminui os níveis de colesterol:

Uma pesquisa laboratorial, com dois grupos de ratos, submeteram os animais a uma intensiva dieta em carboidratos, o que aumentou os níveis de colesterol ruim no organismo destes. Depois disso, em um dos grupos foi ministrado uma dose diária de Leucina, o que demonstrou que essa substância, tomada ao longo do tempo, resulta em uma diminuição dos níveis de colesterol no corpo.

Como tomar L-Leucina

Embora as doses diárias recomendadas de L-Leucina variem de acordo com o indivíduo e seus objetivos, convencionou-se a média de 2,5 gramas por dia da substância. Esta, além de sua forma isolada, pode ser encontrada em suplementos BCAAs (juntamente como Isoleucina e Valina) e no Whey Protein, em conjunto com vários outras proteínas ideais para o bom funcionamento do organismo e o ganho de massa muscular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *