Carregando...

Concessionária Honda BH

A Concessionaria Honda BH é uma empresa de grande histórico, fundada em 24 de setembro de 1948 pelo Soichiro Honda .

Saiba Mais
concessionaria honda bh info

Concessionária Honda BH

A Honda participou ou participa de diversos campeonatos motorizados, como a Formula 1, Indy Car, Moto GP, SuperSport, Motocross, Trials, MTB ,entre outros.

No artigo a seguir você encontrará os seguintes tópicos:

  • Concessionária Honda BH
  • Honda: A História
  • A Honda nos esportes
  • Automobilismo
  • Motovelocidade
  • Concessionária Honda BH - Entre em Contato
Saiba Mais

Concessionária Honda BH - Tudo Sobre

O mundo globalizado permite que as culturas locais ganhem propagação e extrapolem seus locais de origem e levem seus elementos para lugares que, algumas décadas atrás, os desconheciam por completo.



Concessionária Honda BH


concessionaria honda bh - conheca o concessionaria honda bh

É no sentido da comercialização de produtos culturais como filmes, livros, música, dentre outros que muitas pessoas passam a conhecer melhor a realidade de outros ambientes, muitas vezes distantes e desconhecidos.

O consumo de bens culturais orientais é um dos melhores exemplos de aproximação entre duas formas de ver o mundo bastante diferentes e afastadas do ocidente durante séculos de civilização. A cultura japonesa, por exemplo, se difundiu de forma massiva em todo o mundo a partir dos animes e mangás, formas particulares japonesas de desenho animado e histórias em quadrinhos, respectivamente.

Levando em consideração o Brasil, a influência japonesa em território brasileiro se deu antes da globalização contemporânea, motivada pela grande imigração nipônica no início do século XX e confirmada depois da II Guerra Mundial. Muito do que se conhece da cultura japonesa hoje em dia teve sua propagação no pós-guerra. As décadas de 1940 e 1950 marcaram uma abertura para trocas comerciais com o ocidente e uma reestruturação do país depois da destruição causada pela II Guerra Mundial.

É nesse contexto que, além de produtos da indústria cultural, a produção industrial japonesa por si só começou a ganhar os mercados ao redor do planeta e marcas dominantes, como a Honda, começaram a ganhar destaque. Conheça um pouco mais sobre a história dessa que é uma das mais importantes empresas do ramo automobilístico do planeta:


Honda: A História


concessionaria honda bh - historia da concessionaria honda bh

Ao longo de sua vida, o fundador da Honda, Soichiro Honda, teve muito interesse em automóveis. Ele trabalhou como mecânico na garagem Art Shokai, onde ele personalizava carros para inscrevê-los em corridas automotivas. Em 1937, com o financiamento de seu amigo Kato Shichiro, Honda fundou a Tōkai Seiki (Eastern Sea Precision Machine Company) para fazer anéis de pistão. Após os fracassos iniciais, a Tōkai Seiki ganhou um contrato para fornecer anéis de pistão à Toyota, mas perdeu o contrato devido a problemas de qualidade de seus produtos. Depois de frequentar a escola de engenharia, sem se formar, e visitar fábricas em todo o Japão para entender melhor os processos de controle de qualidade da Toyota.

Em 1941, Honda conseguiu produzir anéis de pistão aceitáveis para a Toyota, usando um processo automatizado que podia empregar até mesmo trabalhadores sem experiência e qualificação. A Tōkai Seiki foi colocada sob o controle do Ministério do Comércio e Indústria (chamado de Ministério das Munições após 1943) no início da Segunda Guerra Mundial, e Soichiro Honda foi rebaixado de presidente para diretor administrativo depois que a Toyota assumiu 40% do capital da empresa. Honda também ajudou no esforço de guerra ajudando outras empresas a automatizar a produção de propulsores de aeronaves militares. As relações que Honda cultivou com o pessoal da Toyota, da Nakajima Aircraft Company e da Marinha Imperial Japonesa seriam fundamentais para seu crescimento como empreendedor no período pós-guerra.

Em 1944 um ataque de bombardeiro B-29 dos EUA destruiu a planta Yamashita da Tōkai Seiki e a planta Itawa desmoronou no terremoto Mikawa de 13 de janeiro de 1945. Soichiro Honda vendeu os restos aproveitáveis da empresa para a Toyota depois da guerra por 450 mil ienes, e usou os recursos para fundar um Instituto de Pesquisa Técnica em outubro de 1946. Com uma equipe de 12 homens trabalhando em um galpão de 16 metros quadrados, eles construíram e venderam bicicletas motorizadas improvisadas, usando um suprimento de 500 motores Tohatsu simples de superaquecimento de 50 cilindradas e dois tempos.

Quando os motores acabaram, Honda começou a construir sua própria cópia do motor Tohatsu e os forneceu aos clientes para anexar às suas bicicletas. Este foi o Honda A-Type. Em 1949, o Instituto de Pesquisa Técnica de Honda foi vendido por um milhão de ienes, ou cerca de cinco mil dólares atualmente; esses valores foram usados para criar a Honda Motor Co., Ltd. Mais ou menos na mesma época, a Honda contratou o engenheiro Kihachiro Kawashima e Takeo Fujisawa, que forneceram conhecimentos indispensáveis em negócios e marketing para complementar a experiência técnica de Soichiro Honda. A parceria entre Soichiro Honda e Fujisawa durou até que eles encerrassem suas atividades juntos em outubro de 1973.

concessionaria honda bh - primeira motocicleta

A primeira motocicleta completa, com a estrutura e o motor fabricados pela Honda, foi a D-Type 1949, a primeira Honda a usar o nome Dream. A Honda Motor Company cresceu em pouco tempo para se tornar o maior fabricante mundial de motocicletas em 1964. O primeiro automóvel produzido Honda foi a mini-pick-up T360, que começou a ser vendido em agosto de 1963. Alimentado por um pequeno motor a gasolina de 4 cilindros, com 356 cilindradas.

concessionaria honda bh - primeiro automovel

O primeiro carro produzido pela Honda foi o esportivo S500, que seguiu o T360 em produção em outubro de 1963. Suas rodas traseiras acionadas por correntes remetiam as origens da motocicleta da Honda. Nas décadas seguintes, a Honda trabalhou para expandir sua linha de produtos e expandiu suas operações e exportações para vários países ao redor do mundo. Em 1986, a Honda introduziu a bem-sucedida marca Acura no mercado americano, na tentativa de ganhar terreno no mercado de veículos de luxo. O ano de 1991 viu a introdução do supercarro Honda NSX, o primeiro veículo monocoque todo em alumínio que incorporou um motor central V6 com comando variável de válvulas. O CEO (Diretor executivo) Tadashi Kume foi sucedido por Nobuhiko Kawamoto em 1990. Kawamoto foi escolhido por Shoichiro Irimajiri, que supervisionou o sucesso da criação da America Manufacturing, Inc. em Marysville, Ohio. Irimajiri e Kawamoto conviveram em uma rivalidade amigável dentro da Honda; devido a questões de saúde, Irimajiri renunciou o cargo em 1992.

Após a morte de Soichiro Honda e a saída de Irimajiri, a Honda viu-se rapidamente ultrapassada no desenvolvimento de produtos por outras montadoras japonesas e foi pega de surpresa pelo boom dos utilitários esportivos da década de 1990, o que prejudicou o mercado e a rentabilidade da empresa. A imprensa japonesa informou em 1992 e 1993 que a Honda estava em sério risco de ser adquirida pela Mitsubishi Motors, que na época era uma montadora maior em volume e estava vivendo uma fase de lucros motivada por seus modelos de sucesso Pajero e Diamante. Kawamoto agiu rapidamente para mudar a cultura corporativa da Honda, acelerando o desenvolvimento de produtos voltados para o mercado, que resultaram em veículos recreativos como o Odyssey e o CR-V, e um redirecionamento de alguns dos inúmeros sedans e cupês que eram populares entre os engenheiros da empresa, mas não com o público comprador.

A mudança mais chocante para a Honda veio quando Kawamoto encerrou a participação bem-sucedida da empresa na Fórmula 1 após a temporada de 1992, alegando a necessidade de corte de custos em vista da ameaça de aquisição da Mitsubishi, bem como o desejo de criar uma imagem de empresa mais ecológica. Em 1995 foi criada a Honda Aircraft Company, como uma subsidiária integral; seu objetivo era produzir aviões a jato sob o nome da Honda. Em 23 de fevereiro de 2015, a Honda anunciou que o CEO e presidente Takanobu Ito deixaria o cargo e seria substituído por Takahiro Hachigo em junho. A linha sucessória dos comandantes da Honda não é extensa, com seus gestores ocupando o cargo por longos períodos de tempo. Ela começa com o fundador Soichiro Honda, de 1948 até 1973, quando deu lugar a Kiyoshi Kawashima, que ficou no cargo por dez anos. Kawashima foi sucedido por Tadashi Kume (1983-1990). A linha é completada por Nobuhiko Kawamoto (1990–1998); Nobuhiko Kawamoto (1990–1998); Hiroyuki Yoshino (1998–2003); Takeo Fukui (2003–2009); Takanobu Ito (2009–2015); Takahiro Hachigo (2015- atualmente).


A Honda nos esportes


concessionaria honda bh - honda nos esportes

A Honda, ao longo de sua história, investiu bastante nos esportes automotivos, com destaque para sua atuação nas corridas de carros e motocicletas. Conheça um pouco mais sobre a história da empresa nesse cenário:


Automobilismo


concessionaria honda bh - automobilismo

A Honda entrou na Fórmula 1 como construtora pela primeira vez na temporada de 1964, no GP da Alemanha, com Ronnie Bucknum ao volante. Em 1965 viu a adição de Richie Ginther ao time, que marcou o primeiro ponto da Honda no Grande Prêmio da Bélgica, e a primeira vitória da Honda no Grande Prêmio do México. Em1967 viu sua segunda vitória no Grande Prêmio da Itália com John Surtees como piloto. Em 1968, Jo Schlesser foi morto em uma Honda RA302 no Grande Prêmio da França. Esta tragédia, juntamente com as dificuldades comerciais para vender automóveis nos Estados Unidos, levou a Honda a retirar-se do circuito do automobilismo internacional naquele ano. Depois de um ano de aprendizado em 1965, os Brabhams com motor Honda dominaram o campeonato francês de Fórmula 2 em 1966 nas mãos de Jack Brabham e Denny Hulme. Como não houve Campeonato Europeu naquela temporada, esse foi o melhor campeonato de F2 daquele ano. No início dos anos 80, a Honda retornou à F2, fornecendo motores para a equipe Ralt de Ron Tauranac. Tauranac havia projetado os carros Brabham para o em sua temporada anterior. Eles foram novamente extremamente bem sucedidos. A Honda retornou à Fórmula 1 em 1983, inicialmente com outro parceiro da Fórmula 2, a equipe Spirit, antes de mudar para a Williams em 1984. No final da década de 1980 e início da de 1990, os carros da Honda venceram seis campeonatos consecutivos de Fórmula 1. WilliamsF1 ganhou a coroa em 1986 e 1987. Honda mudou de parceria novamente em 1988. Com seus novos sócios, a McLaren, ganhou o título em 1988, 1989, 1990 e 1991. Honda retirou-se da Fórmula 1 no final de 1992, embora a empresa filial Mugen-Honda tenha mantido uma presença até o final de 1999, vencendo quatro corridas com Ligier e Jordan Grand Prix.

A Honda estreou na CART IndyCar World Series como fornecedora de serviços em 1994. Os motores estavam longe de serem competitivos no início, mas após o desenvolvimento, a empresa enfileirou seis campeonatos consecutivos. Em 2003, a Honda transferiu seu esforço para a rival IRL IndyCar Series, com a Ilmor em desenvolvimento conjunto até 2006. Em 2004, os carros da Honda dominaram a IndyCar Series, vencendo 14 das 16 corridas da IndyCar, incluindo as 500 milhas de Indianápolis, e conquistaram a IndyCar. Durante 1998, a Honda considerou retornar à Fórmula 1 com seu próprio time. O projeto foi abortado após a morte de seu diretor técnico, Harvey Postlethwaite. Em vez disso, a Honda voltou como fornecedora oficial de motores para a British American Racing (BAR) e para o Jordan Grand Prix. A Honda comprou uma ação da equipe da BAR em 2004 antes de comprar a equipe no final de 2005, tornando-se uma construtora pela primeira vez desde a década de 1960. A Honda venceu o Grande Prêmio da Hungria de 2006 com o piloto Jenson Button. Foi anunciado em 5 de dezembro de 2008, que a Honda estaria saindo da Fórmula 1 com efeito imediato devido à crise econômica global de 2008. A equipe foi vendida para o ex-chefe da equipe Ross Brawn, rebatizada de Brawn GP e, posteriormente, Mercedes. A Honda fez um anúncio oficial em 16 de maio de 2013 que planejava reentrar na Fórmula 1 em 2015 como um fornecedor de motores para a McLaren. Em 15 de setembro de 2017, depois de uma campanha sem vencer durante três temporadas sem conseguir um único pódio, a McLaren anunciou a separação coma Honda, assinando um contrato de vários anos com a Toro Rosso a equipe júnior da Red Bull Racing.


Motovelocidade


concessionaria honda bh - motovelocidade

A Honda Racing Corporation (HRC) foi formada em 1982. A empresa combina a participação em corridas de motocicletas em todo o mundo com o desenvolvimento de máquinas de corrida de alto potencial. Suas atividades de corrida são uma fonte importante para a criação de tecnologias de ponta utilizadas no desenvolvimento de motocicletas Honda. A HRC também contribui para o avanço dos esportes de motocicleta através de uma série de atividades que incluem vendas de motocicletas de corrida de produção, suporte a equipes satélite e programas de educação de motociclistas. Soichiro Honda, sendo um piloto de corridas, não pôde ficar de fora do automobilismo internacional. Em 1959, a Honda entrou com cinco motocicletas para a corrida Isle of Man TT, a corrida de motocicletas mais prestigiada do mundo.

Embora sempre tenha motores potentes, a Honda demorou até 1961 para ajustar seu chassi o suficiente para permitir que Mike Hailwood obtivesse suas primeiras vitórias em Grandes Prêmios nas classes 125 e 250 cc. Hailwood viria a conquistar suas primeiras vitórias no Senior TT em 1966 e 1967. As motos da Honda eram conhecidas por seu "design elegante e estiloso" e configurações de motores exóticos, como a moto de cinco cilindros, 22.000 rpm e 125 cc.

Em 1979, a Honda retornou às corridas de motos do Grande Prêmio com a NR500 de quatro tempos e monocoque. As regras da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) limitavam os motores a quatro cilindros, de modo que a NR500 tinha cilindros não circulares de "pista de corrida", cada um com 8 válvulas e duas bielas, a fim de fornecer área de válvula suficiente para competir com os pilotos dominadores de dois tempos.

Infelizmente, parecia que a Honda tentou realizar muito de uma só vez e a experiência falhou. Para a temporada de 1982, a Honda estreou sua primeira moto de corrida de dois tempos, a NS500 e, em 1983, a Honda venceu seu primeiro Campeonato Mundial de Grand Prix de 500 cc com Freddie Spencer. Desde então, a Honda se tornou uma marca dominante nas corridas de motos dos Grandes Prêmios, conquistando uma infinidade de títulos de alto nível com pilotos como Mick Doohan e Valentino Rossi. A Honda também lidera o número de vitórias na Isle of Man TT, tendo conquistado 227 vitórias nas classes individuais e Sidecar TT, incluindo a limpeza de Ian Hutchinson nas corridas de 2010.


Entre em contato agora mesmo

concessionaria honda bh - comprar

Endereço

Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG

E-mail

contato@evotekone.com.br

Telefone para Contato

(31) 3292-7257

WhatsApp - Celular

(31) 9357-1951