Saúde

Chá Diurético para Desinchar

Saiba tudo sobre os compostos naturais e os seus benefícios para o organismo humano

 

A utilização de plantas com fins medicinais, para tratamento,cura e prevenção de doenças, é uma das mais antigas formas deprática medicinal da humanidade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em estudo divulgado no início da década de 1990, 65-80% da população dos países em desenvolvimento dependiam delas como única forma de acesso aos cuidados básicos de saúde. Atualmente, essa realidade mudou e o uso de ingredientes naturais se tornou uma opção paraquem busca tratamentos alternativos. Esse pode ser o caso, por exemplo, de pessoas que possuem problemas de retenção de líquido, em geral causados por problemas na circulação sanguínea, ocasionando inchaços pelo corpo, na maior parte dos casos em áreas como pernas, braços e rosto.

Embora existam tratamentos médicos específicos para estes sintomas, que podem também estar relacionados a outras patologias, é sempre bom ter uma carta na manga para amenizar os efeitos dos inchaços, algo que podemos achar emchás diuréticos, produzidos a partir de plantas da natureza. Como o próprio nome sugere, eles possuem propriedades particulares que ajudam o corpo a não reter líquidos, ou seja, a não acumular líquidos indesejáveis ao organismo, que acabam causando desconforto. Desse modo, eles aumentam a diurese –isto é, a produção de secreção de urina pelo rim – e, assim, favorecem a eliminação de água, toxinas e sódio. Consequentemente, a ingestão dessas infusões colabora para o emagrecimento do indivíduo.

O acúmulo de líquidos no organismo traz uma série de sintomas desagradáveis ao corpo, tais como sensação de cansaço e mal-estar. Outro sintoma está relacionado com a circulação do sangue, podendo causar a elevação da pressão arterial, ou seja, quando a força do sangue contra a parede das artérias é muito grande. Dores de cabeça, irritação, dor no peito e inchaços nas extremidades do corpo (pés e mãos) são mais indícios de que as coisas dentro do organismo não vão bem e, possivelmente, possam estar relacionadas com a concentração de líquidos. Cada organismo tem sua particularidade e irá responder aos chás diuréticos de uma maneira diferente, no entanto é interessante notar que, em geral, eles não somente operam para não reter fluidos indesejados, como também diminuem a sensação de desconforto, auxiliam no tratamento de pressão alta e proporcionam uma melhoria ao funcionamento dos rins, o que dá aos indivíduos um maior controle sobre sua fisiologia, na medida em que agora é possível moderar a quantidade de urina que o corpo produz.

O preparo dos chás diuréticos é bastante simples e, independente da erva escolhida, o modo de fazer é basicamente o mesmo. Em primeiro lugar, deve-se ferver a água em um recipiente próprio para isso. Quando a água estiver em ebulição, desligue o fogão e coloque a água em uma xícara. Em seguida, adicione a erva – ou as ervas – escolhida e a deixe sob infusão por um período que pode variar entre 3 e 5 minutos. Por fim, é só consumir o chá, seja quente ou gelado. Embora seja bastante comum a adição de açúcares em chás comuns para torna-los mais doce, as ervas naturais agem melhor quando são tomadas in natura, ou seja, em seu estado natural, mesmo que normalmente você opte por adoçar com adoçante ou mel. A dica é beber

Um dos mais populares chás diuréticos é o chá verde. Originalmente da China, a erva desse chá, que é resultado da infusão da planta camelliasinensis, comumente conhecida como chá-da-inda, foi levada ao Japão através de monges que faziam peregrinações entre os dois países asiáticos. Curiosamente, o chá verde foi o único que se popularizou no Japão, tornando-se uma das bebidas mais consumidas por lá até hoje, superando refrigerantes e bebidas alcóolicas. Apesar de ser uma marca da cultura japonesa, o a planta que dá origem ao chá também produzida em outros países da Ásia, inclusive produtores tradicionais de chá preto, como Índia e Sri Lanka, país insular localizado no oceano Índico. No Brasil, a planta é produzida majoritariamente no Sudeste, particularmente no estado de São Paulo. A bebida é chamada de chá verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento, o que não ocorre, por exemplo, com as folhas do chá preto.

Dentre outras ervas que produzem chás diuréticos estão:

  • Carqueja;
  • Erva doce;
  • Centelha asiática;
  • Hibisco;
  • Anis;

Além disso, existe a possibilidade de misturar diferentes ervas para que o efeito dos chás seja potencializado e, assim, obtenha-se resultados mais rápidos e eficientes. É preciso ficar atento, entretanto, para encontrar a mistura certa. Não é seguro acrescentar mais de três ervas na mesma xícara, já que o uso de muitas plantas faz com que os princípios ativos de cada um entrem em competição, diminuindo o efeito uma da outra. Segundo os preceitos da Fitoterapia, ou seja, o estudo das plantas medicinais e suas aplicações na cura das doenças, o objetivo ao preparar a mistura é justamente encontrar uma sinergia para que elas trabalhem em prol do objetivo a que atendem. Portanto, a dica é misturar ervas termogênicas (aquelas que favorecem a queima de gordura), desintoxicantes (queeliminam as toxinas, deixando o organismo menos resistente ao emagrecimento) e diuréticas (barram a retenção de líquido). Entre as misturas mais populares estão:

  1. Chá branco + hibisco + carqueja: desintoxicante, a mistura elimina toxinas e gorduras, além de melhorar o funcionamento do intestino.
  2. Dente-de-leão + centelha + alfafa: com alto poder diurético, drena o excesso de líquido e ajuda a varrer para fora do organismo as toxinas indesejadas.
  3. Chá-verde + boldo + cavalinha: termogênico, acelera a queima de gordura. Também auxilia na limpeza das toxinas, fazendo o organismo responder melhor à dietas alimentares.
  4. Carqueja + centelha + cavalinha: tem efeito diurético e melhora o funcionamento do fígado, realiza sínteses e transformações complexas de diversas substâncias próprias do organismo humano.
  5. Dente-de-leão + chá-verde + hibisco: acelera a queima de gordura, além de melhorar o metabolismo de açúcares e gorduras.

Mas chás diuréticos emagrecem?

Essa é uma dúvida bastante comum, já que estamos falando, de forma indireta, sobre o funcionamento do metabolismo, e o indivíduo que possui maior controle sobre seu corpo consegue que ele lide melhor com as mudanças. Respondendo à pergunta feita acima, os chás diuréticos não proporcionam o emagrecimento, visto que eles apenas fazem com que o organismo elimine os líquidos acumulados, e não a gordura, o que de fato pesa quando o assunto são diminuir medidas do corpo. Sendo assim, quando as pessoas consomem estes chás com certa regularidade, elas têm a falsa impressão de que estão emagrecendo, mas de fato só estão eliminando os líquidos retidos. Entretanto, alguns deles como chá ver e chá de hibisco, de fato possuem poder emagrecedor, visto que são termogênicos, já que aceleram o metabolismo e auxiliam na queima de gorduras indesejadas.Eles têm um papel bastante decisivo no auxílio à perda de peso, porque transformam as calorias, que em geral adquirimos por meio da alimentação, em energia. E é essa energia gasta durante o dia a dia e no treino. Por isso os termogênicos também são chamados de “queimadores de gordura”.Desta maneira, o organismo queima uma maior quantidade de calorias e a pessoa de fato emagrece.

Infelizmente, não são todos os chás diuréticos que possuem este princípio. Deste modo, se você estiver pensando em consumir estes chás buscando o emagrecimento, escolha a erva certa então, a fim de obter os resultados desejados.

O chá diurético caseiro é uma boa alternativa ao consumo de remédios alopáticos, ou seja, processados, para inibir o processo de retenção dos líquidos no organismo, muito comum às pessoas com hipertensão, por exemplo. Além de chás, podem ser feitos também sucos contendo estes ingredientes. Atualmente, estas misturas são conhecidas como “Detox” (apelido popular para o processo de desintoxicação), devido ao poder de eliminar componentes nocivos ao organismo. À nível de exemplo, o chá de hibisco é um poderoso chá diurético que pode ser facilmente feito em casa. Até pouco tempo ele era desconhecido, porém recentemente tem sido um dos queridinhos para a eliminação de toxinas, além de promover conforto para o corpo humano.

Para fazê-lo, você precisa simplesmente adicionar duas colheres de sopa de hibisco desidratado em um litro de água fervente. Em seguida, deverá deixe a mistura em infusão por no mínimo 10 minutos e em seguida pode consumi-lo. A maioria das pessoas preferem ingeri-lo gelado. Isso não afeta o efeito. O bom deste chá é que além de diurético ele é termogênico e laxativo, trazendo assim vários benefícios ao organismo.

O excesso de líquido acumulado no organismo não ocasiona simplesmente um problema estético, mas produz outros efeitos na vida de quem sofre com isso, entre eles dores de cabeça, pressão alta e irritabilidade. Os chás diuréticos amenizam este quadro e promovem uma sensação de bem-estar, além de desintoxicarem o organismo. No mercado, existem muito disponível, prontos e para rápido preparo em casa. São muitos disponíveis no mercado, prontos e para rápido preparo em casa – tais como os já citados carqueja, hibisco e chá-verde. Basta encontrar aquele que mais te agrada e curtir o bem-estar que eles oferecem. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *